Como combinar vinhos e comida

Como combinar vinhos e comida - um infográfico bacana pra te ajudar a não errar mais nessa combinação!

Deixa eu começar esse post dizendo que eu não sou uma conhecedora de vinhos. Apesar de ser uma das minhas bebidas preferidas, eu nunca me preocupei a ponto de saber se um vinho tem “aromas terrosos” ou “finalização metálica” (acho incrível que as pessoas tenham olfato e paladar tão aguçados pra chegar nessas conclusões), ou se a safra de 2001 de tal vinho é a melhor. Eu sei o que me interessa: vinho doce me dá dor de cabeça e ressaca. Vinho seco pra mim é vida, inclusive quanto mais seco melhor, daquele que amarram a boca. Vinhos brancos, via de regra, são melhores quando resfriados. Sei algumas variedades de uva, porque foram vinhos que tomei e gostei, por isso guardei os nomes.

Mas eu também sei que existem coisas fáceis de aprender, e que pode não parecer, mas fazem diferença. Vou te dar um exemplo simples, fazendo uma analogia a comida (porque com comida tudo fica melhor): quando você pensa em um molho de macarrão que leve carne desfiada ou moída, em que molho você pensa?

(pensa rápido!)

Um molho vermelho, certo? E se a gente misturasse a carne com um molho branco? Não acho que ia ficar ruim, mas também não tenho dúvidas que com o molho vermelho fica melhor.

É assim que eu vejo as combinações entre as diversas bebidas, e as comidas: você, meu amigo, pode beber o que quiser e comer como quiser. Mas assim como você sabe que a carne combina melhor com molho vermelho, saiba também que alguns vinhos combinam melhor com certos tipos de comida.

Então eu dei uma pesquisada, porque muitos eu não conhecia, e fiz um infográfico malandro, malandríssimo eu diria, pra você salvar (de preferência no Pinterest, mas qualquer lugar serve) e tentar algumas combinações diferentes quando for receber pessoas em casa, ou mesmo pra tomar em família. No mínimo, você vai descobrir do que gosta mais ou gosta menos, e não vai mais ficar parado HORAS na seção de vinhos do supermercado sem saber pra onde olhar, ou o que levar (quem faz isso? eu? nunca!).

Infográfico - como combinar vinhos e comida

Bacana, né?

Você pode usar o infográfico de duas maneiras: se você já souber qual vai ser a comida que será servida para a galera, basta identificar o tipo de vinho correspondente. Pães e massas teoricamente combinam com tudo, porque são neutros e o sabor é geralmente determinado pelo que você coloca como recheio, ou como molho – então tome isso como referência. Ou você pode fazer o contrário: pegar algum vinho que você goste, ou tenha em casa, e preparar algo que combine.

Se você não conhece muito sobre vinhos e acha complicado escolher, saiba que você não precisa se preocupar muito. Inicialmente, ignore os países, se estiverem demarcados – mas tenha em mente que algumas variedades, tipo sangiovese, podem ser provenientes de países ou regiões específicas. Escolha entre branco ou tinto. Veja a variedade da uva (ou das uvas) no rótulo – o infográfico não tem todas, mas tentei identificar as mais comuns. Se o preço couber no seu bolso, pronto: está escolhido. Tome; se gostar anote o nome, e se não gostar, anote também – pra não correr o risco de comprar de novo. O que era simples, ficou ainda mais simples com as nossas dicas!

Ah, e o de sempre: beba com moderação, se beber não dirija, etc – mas isso você já sabe 🙂

Assinatura

Como combinar vinhos e comida - um infográfico bacana pra te ajudar a não errar mais nessa combinação!

Deixe sua casa mais cheirosa

Saiba como deixar sua casa naturalmente cheirosa, sem uso de aromatizantes artificiais - é fácil, rápido e o melhor de tudo, barato!

A verdade é dura: por mais que você cuide bem da sua casa, vez ou outra vai aparecer um cheiro não muito agradável, que você pode nem saber de onde vem – pode ser generalizado ou confinado a um cômodo ou lugar. Aí você sai, feito cachorro perdigueiro, farejando cada canto até descobrir o malfeitor… e faz o que depois? Pega um aromatizador artificial pra tentar mascarar o odor e deixar sua casa “cheirosa”?

Não – vamos aprender a deixar sua casa cheirosa de verdade. Acabar de vez com os odores ruins, e criar cheirinhos bons, fáceis de fazer, e o melhor: tudo natural. Sua casa vai ficar irresistível 🙂

Para acabar com cheiros ruins

Vinagre

Não é segredo pra ninguém que vinagre é um dos melhores ingredientes de limpeza. E apesar de ter um cheiro forte, o vinagre é óóóóóóótimo para acabar com odores ruins.

Se há algum cômodo da sua casa com um cheiro que você não consegue tirar (por exemplo, cheiro de cigarro), coloque uma tigela cheia de vinagre dentro dele, e deixe de um dia para o outro – o vinagre vai absorver todos os odores. E não se preocupe com o cheiro do próprio vinagre, ele vai se dissipar rapidamente assim que você retirar a tigela do ambiente em que estava. Essa dica também funciona com móveis cujo interior está cheirando mofo ou outro cheiro estranho.

Para cheiros mais fortes, você pode deixar um tanto de vinagre fervendo em fogo baixo por 30-45 minutos. Vai livrar sua casa de qualquer odor mais persistente.

Read more

6 maneiras fáceis de preparar sua casa para hóspedes

Quer se preparar melhor para receber hóspedes em sua casa? Vem ver 6 dicas fáceis e rápidas pra transformar a estadia de seus hóspedes em uma experiência incrível!

No post sobre os 6 mandamentos do bom anfitrião, falei um pouco sobre como gosto de receber pessoas em casa, e que quando morava em lugares menores, não me sentia tão à vontade para ser anfitriã, pois achava que as pessoas não ficariam bem acomodadas. Bem, se isso era verdade para receber apenas pessoas pra um jantar, por exemplo, imagine pra receber pessoas pra dormir. Ficava preocupadíssima porque não tinha espaço suficiente, os hóspedes não teriam privacidade, pessoas teriam que dormir no sofá (que na época era sofrível)… resumindo, eu não os trataria da maneira como eu queria.

Acredito que todos nós, como hóspedes, já passamos por situações, digamos, complicadas na casa de outras pessoas. Eu acredito piamente que os anfitriões não fazem por mal, mas no fim das contas todo mundo já passou por um aperto ou outro, porque o anfitrião ou anfitriã não pensou em alguns detalhes que fazem toda a diferença, seja na hospedagem de uma noite ou de uma semana.

Por isso, separei aqui algumas dicas fáceis de seguir, pra que você receba seus hóspedes da melhor forma possível, e dê a eles a melhor experiência – afinal, eles escolheram ficar na sua casa por algum motivo!

 

Comece hoje a pôr em prática 6 maneiras bem fáceis para fazer com que sua casa esteja sempre pronta para receber hóspedes.

1. Limpe a área de entrada

Se você mora em uma casa, destralhe e limpe a área da porta; faça o mesmo também na parte de dentro. É provável que seu hóspede chegue com malas e o ideal é que ele tenha um bom espaço de manobra. Além disso, ser recebido em um espaço limpo e organizado é bem mais acolhedor do que ter que se virar em meio a uma pequena bagunça, ainda mais se estiver chegando de uma viagem longa. Facilite a vida!

Read more

Os 6 Mandamentos do Bom Anfitrião

Fato (talvez) desconhecido sobre a pessoa que vos escreve: sou canceriana.

E apesar de ter sido suuuuuper ligada nesses lances de astrologia quando era mais nova (o que rendeu até uma tatuagem com esse tema), hoje em dia não sei mais se é o signo que define as minhas características, ou se eu já li tanto sobre como cancerianos devem ser que me tornei assim. O fato é que uma das maiores características das pessoas de Câncer é que geralmente gostam de receber pessoas em suas casas. Admito que o meu nível de hospitalidade varia dependendo de onde estou morando: sempre que morei em apartamentos pequenos, evitava ter muita gente em casa porque sentia que não acomodava todo mundo bem, e que as pessoas poderiam não ficar tão à vontade quanto eu gostaria. Ultimamente, com uma casa maior, tenho gostado mais de ter visitas porque acho que elas estão melhor acomodadas.

Mas ser o anfitrião não é uma tarefa fácil. Conheço pessoas que são excelentes anfitriões por natureza, mas outros (como eu) tem um longo caminho pela frente, e muita coisa pra aprender. Por isso, tenho lido muito sobre o tema e cheguei à conclusão que há algumas características que são comuns nos bons anfitriões, e as transformei em “mandamentos”. Claro que nem sempre vamos conseguir seguir todos, mas servem como um ótimo guia se quisermos que nossos convidados se sintam especiais!

Vem conhecer os 6 mandamentos do bom anfitrião e receba melhor seus convidados!

Read more