As 6 Perguntas-Chave do Desapego

Está difícil desapegar das coisas? Faça essas 6 perguntas e facilite o processo de desapego!
http://www.casanumeroseis.com.br/wp-content/uploads/2016/02/PI_organizacao_perguntas_chave_desapego.png

Um tempinho atrás eu renovei meus medidores de xícara e colher. Até que enfim comprei meu sonho de consumo, o jogo de 8 peças da Joseph Joseph, e ele já vem com xícaras medidoras, então eu precisava me desapegar das minhas antigas. E pra minha surpresa, o processo foi super fácil: anunciei de manhã em um grupo de compra e venda no Facebook, e à tarde já estava vendido e entregue.

Masss a pergunta é: eu queria mesmo desapegar? Não muito. Meu conjunto antigo também era Joseph Joseph, e ele era tão lindo! As cores eram diferentes, e o material também era diferente, meio emborrachado, e com certeza ia durar uma eternidade.

Massssss aí vem outra pergunta: eu preciso de dois conjuntos de medidores? Não. Eu tenho lugar pra guardar os dois? Não. Tenho itens semelhantes que servem o mesmo propósito? Sim. Então, não preciso deles, e é melhor que tenham ido colorir a cozinha de outra pessoa.

Se eu tivesse ficado com o antigo, ele ia pra gaveta de utensílios de cozinha, ocupando lugar de coisas novas que eu poderia comprar. E assim é com tudo que temos na nossa casa. Você tem coisas antigas, das quais não precisa mais, ocupando espaço na sua casa? Compra coisas no impulso e depois se arrepende? “Ah, mas estava tão barato…”

Enquanto não nos livramos do que é velho, não abrimos espaço para o novo.

Por isso, aqui estão 6 perguntas que você deve fazer a si mesmo quando estiver olhando para o seu armário e pensando “bem que podia caber mais um cabide aqui…”

1: Eu usei isso nos últimos 12 meses?

Está difícil desapegar das coisas? Faça essas 6 perguntas e facilite o processo de desapego!

Se você tem qualquer coisa, uma peça de roupa, um utensílio de cozinha, que não foi usado nos últimos 12 meses, as chances são enormes de que você realmente não precisa daquilo. Pior ainda quando você encosta algo que está quebrado e vive se prometendo que vai consertar, ou mandar consertar. Está encostado há mais de um ano? Ninguém vai consertar nada. Essa regra tem pouquíssimas exceções – um casaco de inverno, por exemplo, que não usamos um determinado ano porque não fez frio suficiente. Você pode ter um conjunto de louças ou copos que não usa sempre porque foram presente de alguém querido, e fica com dó de usar. Mas via de regra, deixe essa pergunta guiar você no processo do desapego.

** está precisando de uma forcinha pra desapegar geral? confira o nosso desafio de 30 dias de desapego! **

2: Eu compraria isso hoje?

Está difícil desapegar das coisas? Faça essas 6 perguntas e facilite o processo de desapego!

Ah, quantas vezes a gente se surpreende com a resposta pra essa pergunta. Você olha e olha e olha pra uma peça de roupa, e não se vê usando-a hoje em dia. Se você visse em uma loja, com certeza não compraria. Então porque você ainda tem? Você tem aquele extrator de suco juntando poeira, que você comprou na febre do suco detox. Fez uma semana de suco e nunca mais. Você gastaria dinheiro com isso hoje? Pense bem e livre-se de tudo que não é a sua cara, ou a cara da sua casa.

3: Só não me livrei disso ainda pois não quero jogar dinheiro fora?

Está difícil desapegar das coisas? Faça essas 6 perguntas e facilite o processo de desapego!

Mesmo exemplo da pergunta anterior (porque muita gente se arrepende de comprar essas coisas): seu extrator de suco que também é liquidificador, centrífuga, laminadora, faz algodão doce e te dá bom dia foi uma fortuna. Você pagou em 10 vezes no cartão. Ocupa 50% do armário da cozinha. E toda vez que você pensa em se desfazer dele, bate aquela culpa porque vai ser dinheiro jogado fora. Mas pensa comigo:

Post relacionado:  Água de Passar Roupas Caseira

– você pode vendê-lo em um grupo de compra e venda, como eu fiz com meus medidores (e mais um monte de coisas). Claro que não vai dar pra ter todo o dinheiro de volta, mas você se desfaz de algo, ganha uma graninha e não fica com a consciência tão pesada.

– em caso de roupas, o melhor é doá-las. Mesmo que tenham custado caro, ou não te servem mais, ou você não gosta mais delas e não tem porque ocuparem espaço na sua vida. Por que não doá-las para alguém que realmente precisa delas e vai usar muito mais do que você?

4: Tenho itens semelhantes que servem o mesmo propósito?

Está difícil desapegar das coisas? Faça essas 6 perguntas e facilite o processo de desapego!

Com exceção de roupas (porque né, todas as calças servem o mesmo propósito e eu jamais falaria pra você ter uma calça só), a pergunta vale para todo o resto. Quantos medidores de xícara e colher você precisa? Quantos utensílios de cozinha? Quantos jogos de acessório para banheiro? Quantas almofadas? Livre-se do repetido e abra espaço para o inédito!

5. Tenho um plano realista para usar isso?

Está difícil desapegar das coisas? Faça essas 6 perguntas e facilite o processo de desapego!

Muitas vezes a gente se engana pra não se desfazer de algo. Lembra do exemplo do multi processador que você não usa mais? Aí você olha pra ele, aquele lindo trambolho que custou uma fortuna, e pensa “esse fim de semana vou no mercado e compro as coisas pra fazer sucos, aí eu volto a usar.” Aham. Eu sei que você não vai usar, e você também sabe. Antes de se apegar, seja realista. Você pretende mesmo, meeeeeeeeesmo usar?

Coisa parecida acontece com as nossas roupas. “Ah, mas um dia eu vou emagrecer e aí vai me servir.” #quemnunca Se está nos seus planos perder uns quilinhos pra ficar mais saudável, ótimo. Mas 1) você não sabe quanto tempo isso vai levar, e 2) aposto e ganho que, quando você chegar no peso que quiser, vai querer roupas novas em vez de tentar caber nas antigas.

6. Na minha casa tem espaço pra isso?

Está difícil desapegar das coisas? Faça essas 6 perguntas e facilite o processo de desapego!

Alô, processador ocupando 75% do espaço do armário! Alô caixas com ferramentas enferrujadas! Alô, tudo que ocupa espaço físico e mental na sua casa! Antes de pensar em pegar no cartão de crédito, pense bem se você tem espaço na sua casa e na sua vida pra esse novo item. Dê uma boa olhada no que você tem: seus pertences estão ali só por estar? Estão só ocupando espaço ou realmente fazem a diferença na sua vida? Preste atenção no que está atrapalhando a harmonia da sua casa e livre-se do que não te serve mais, em todos os sentidos.

Nunca é cedo, nem tarde demais, pra fazer da sua casa um lugar melhor. Desocupe!

Que tal desapegar de algo hoje mesmo? Ainda tem dificuldade? Então dá uma olhada no infográfico espertíssimo que não vai te deixar desviar do caminho:

Está difícil desapegar das coisas? Faça essas 6 perguntas e facilite o processo de desapego!

Espero que as perguntas ajudem, e com certeza ainda vamos falar mais desse assunto, mas enquanto isso conta pra gente como é a sua relação com o desapego! 🙂

Está difícil desapegar das coisas? Vem ver um infográfico bacana com 6 perguntas essenciais e facilite o processo de desapego!

Assinatura

Inscreva-se na Newsletter da Casa!
Não perca nenhum post...

... e tenha acesso a conteúdos exclusivos!

(não se preocupe, seu e-mail está seguro com a gente!)

curtiu? compartilha!

7 thoughts on “As 6 Perguntas-Chave do Desapego

  1. Nossa Si!!! Como vc adivinhou que eu tenho uma centrífuga que meu marido comprou para fazer o tal suco detox e só usou duas vezes?? Adorei as dicas…bora desapegar!! Bjs

  2. Ótimas perguntas! A primeira eu sempre me faço na hora de fazer uma limpa nos armários, mas nunca tinha pensado nas outras. O “eu compraria isso hoje” me parece muito com o “por que eu tenho isso? **cara de espanto**” rsrsrs Muito útil, Si! To adorando os posts 😉

Comments are closed.