Gentileza Virtual – O Método R.E.A.G.E.

A técnica R.E.A.G.E. para gentileza virtual.

Follow my blog with Bloglovin

Eu tenho estado no mundo virtual há um tempo considerável – 20 anos, agora que parei pra pensar. Então eu sou daquelas que vai dizer “Você reclama dos novos botões do Facebook? Isso é porque não conviveu com os scripts do mIRC!” (#chata) E nesses 20 anos, muita coisa mudou, e continua mudando em um ritmo cada vez mais acelerado, nem sempre para melhor. Pra me ajudar a entender como as muitas redes sociais funcionam, bem como as diferenças entre elas, gosto de fazer analogias com coisas familiares. Uma analogia que pra mim representa todas as redes sociais, é o teatro. Afinal, hoje em dia, somos todos espectadores e estrelas ao mesmo tempo.

Quando não estamos postando, somos espectadores da vida alheia. Estamos sentadinhos, confortáveis, reagindo ao que nos é apresentado. E tenho certeza que você, que está lendo isso agora, se estivesse em uma peça, não levantaria da poltrona, no meio de um teatro lotado, e gritaria para o ator que está em cena, tentando passar sua mensagem: “Nossa, essa sua peça é horrível! Não tem vergonha de apresentar isso pra gente, não?” 

Realmente acho que você não o faria. O máximo que ia acontecer seria você se levantar, e na saída do teatro, dizer para o seu companheiro ou companheira, “não sei como aguentei assistir tanto tempo, nunca mais assisto uma peça desse cara!”

Por que temos tanta necessidade de reagir com veemência no mundo virtual, se não o faríamos em situação semelhante no mundo real?

A resposta é bem simples, embora não seja óbvia para muitos: porque não estamos expostos. Não estamos em uma sala cheia de gente, que nos vaiaria caso tentássemos xingar o pobre ator. Estamos no conforto de nossas casas e escritórios, devidamente escondidos atrás de telas, e temos a sensação que podemos despejar o que quisermos nas redes sociais, sem nenhuma conseqüência real. Afinal, é tanta informação que ninguém vai mesmo lembrar do que comentamos há uma semana.

Será?

O problema é que não estamos de fato sozinhos. É fácil esquecer que a sua platéia existe de verdade, porque também somos atores nessa peça. Pessoas lêem o que você escreve. Acreditam no que você compartilha. Achavam que você é uma pessoa bacana, até você criticá-las sem motivo ou compartilhar algo de mau gosto. Até que você se levante para gritar com o ator, sem se preocupar com o resto.

Estamos certos de que o mundo precisapre-ci-sa – ouvir nossa opinião. Vou contar um segredo: é bem provável que não precise. E tudo bem.

Mas a pegadinha é que as redes sociais estão aí justamente pra gente socializar. Então qual a melhor maneira de fazer isso? Existe uma maneira melhor de aproveitar tudo que está à nossa disposição nas redes sociais?

Claro que sim.

Há algum tempo eu ouvi falar em uma técnica americana chamada T.H.I.N.K., uma espécie de guia para uma boa convivência nas redes sociais – e pra ser sincera, para todo tipo de convivência. Depois de pensar muito e fazer 1372 combinações diferentes (mais ou menos), cheguei em algo semelhante que estou batizando, aqui e agora, de R.E.A.G.E.

É bem simples: antes de levantar a mão (ou os dedos) para falar pra todo mundo ouvir, pense, mas pense muito bem nessas 5 perguntas básicas:

Read more

curtiu? compartilha!

Controle Mensal de Contas

Controle Mensal de Contas - Casa Número Seis

O primeiro dia do mês me parece um dia ideal para organizar melhor suas finanças – incluindo suas contas. Tô certa? Não? Então aqui vai um fato curioso pra te convencer:

Em 2015, segundo o SPC BrasilEstatística do SPC Brasil para pontualidade no pagamento de contas

 

É claro que há diferentes motivos pra perder o pagamento de uma conta, mas você pode se surpreender ao saber que, segundo o Serasa, esses mesmos brasileiros deixaram de pagar suas contas por…

Estatística Serasa Experian para os motivos de não pagamento de contas.

Não há dúvidas de que um dos piores desserviços que você pode fazer para sua saúde financeira é perder o controle do pagamento das suas contas, e com isso gerar juros e multas absolutamente desnecessários.

Se for uma conta de um valor mais alto, como financiamento de carro ou imóvel; ou pior ainda, cartão de crédito, o atraso pode gerar juros tão altos que não se encaixam no seu orçamento, podem fazer você entrar no vermelho e levar anos para quitar a dívida.

Mas, como somos todos humanos com a vida cada vez mais corrida e precisamos de ajuda, é sempre bom ter uma referência fácil e prática das nossas contas pra saber o que já foi pago, o que ainda precisa de pagamento no mês, e se alguma conta precisa ser renegociada. Pensando nisso, elaborei um controle que pode ser impresso e grudado ou fixado em qualquer lugar. Ponha na geladeira, ou em outro lugar na sua casa onde fique visível a todos. Se você divide as contas com alguém, por exemplo, todo mundo sabe o que já foi pago e o que está pendente, e ninguém pode dizer que não sabia que tinha que pagar o condomínio no dia 10.

Read more

curtiu? compartilha!

Apanhado – o melhor do Pinterest, toda sexta!

Apanhado da Casa Número Seis - o melhor do Pinterest!

Aqui na Casa, toda sexta-feira é dia de Apanhado: os 5 melhores e mais curtidos posts da semana no Pinterest da Casa em um post só, pra você não perder as melhores inspirações. Com vocês, o primeiro…

Apanhado da Casa Número Seis - o melhor do Pinterest!

Ideias para a área de serviço

A lavanderia é um lugar complicado. Elas estão ficando cada vez menores, e nem sempre (ou quase nunca) temos grana pra comprar uma secadora, então temos que aproveitar ao máximo o espaço, dividido entre máquina de lavar, tanque, armários, roupa suja, varais… Esse pin faz bastante sucesso pois dá uma ideia que eu particularmente acho sensacional e tenho a sorte de ter em casa – um cabideiro. Eu seco muitas roupas em cabides e isso livra um espaço tremendo no varal de teto e de chão. O ideal é ter também uma superfície lisa, como a bancada da foto, pois ajuda muito na hora de dobrar roupas. Mais alguém aí dobra roupa na cama e depois fica com dor nas costas, ou só eu (a diferentona)?

Apanhado da Casa Número Seis - o melhor do Pinterest!

Link para o quadro com essa e mais ideias pra aproveitar melhor o espaço da sua lavanderia -> decoração :: lavanderia

Read more

curtiu? compartilha!

As 6 Perguntas-Chave do Desapego

Está difícil desapegar das coisas? Faça essas 6 perguntas e facilite o processo de desapego!
http://www.casanumeroseis.com.br/wp-content/uploads/2016/02/PI_organizacao_perguntas_chave_desapego.png

Um tempinho atrás eu renovei meus medidores de xícara e colher. Até que enfim comprei meu sonho de consumo, o jogo de 8 peças da Joseph Joseph, e ele já vem com xícaras medidoras, então eu precisava me desapegar das minhas antigas. E pra minha surpresa, o processo foi super fácil: anunciei de manhã em um grupo de compra e venda no Facebook, e à tarde já estava vendido e entregue.

Masss a pergunta é: eu queria mesmo desapegar? Não muito. Meu conjunto antigo também era Joseph Joseph, e ele era tão lindo! As cores eram diferentes, e o material também era diferente, meio emborrachado, e com certeza ia durar uma eternidade.

Massssss aí vem outra pergunta: eu preciso de dois conjuntos de medidores? Não. Eu tenho lugar pra guardar os dois? Não. Tenho itens semelhantes que servem o mesmo propósito? Sim. Então, não preciso deles, e é melhor que tenham ido colorir a cozinha de outra pessoa.

Se eu tivesse ficado com o antigo, ele ia pra gaveta de utensílios de cozinha, ocupando lugar de coisas novas que eu poderia comprar. E assim é com tudo que temos na nossa casa. Você tem coisas antigas, das quais não precisa mais, ocupando espaço na sua casa? Compra coisas no impulso e depois se arrepende? “Ah, mas estava tão barato…”

Enquanto não nos livramos do que é velho, não abrimos espaço para o novo.

Por isso, aqui estão 6 perguntas que você deve fazer a si mesmo quando estiver olhando para o seu armário e pensando “bem que podia caber mais um cabide aqui…”

Read more

curtiu? compartilha!

Pinterest – o que é e como usar?

Timeline Pinterest - Casa Número Seis
pinterest_tecnologia_aplicativo_pinterest

Pensa comigo:

Um amigo seu posta uma coisa sensacional no Facebook – uma reportagem sobre motos, uma ideia de decoração para uma festa junina, uma receita legal, uma dica de organização. Você, rapidamente, salva o link no Facebook, ou nos seus Favoritos. Só que esse link fica junto de todos os outros links que você salvou ao longo da sua vida virtual, junto com sucos detox, video de gatinhos entrando em caixas, lista de brinquedos dos anos 90, e muitos outros. Quais as chances de você achar esse link de novo? Vamos ser sinceros: quase nenhuma. Muito provavelmente daqui uma semana você nem se lembre do que salvou.

Aí eu te pergunto: você já ouviu falar no Pinterest

Não? Mais ou menos? Conhece de nome? É primo do tio de um amigo do seu vizinho? É de comer?

Mas o que é o Pinterest, afinal?

Segundo o próprio site do Pinterest, é “uma ferramenta visual de favoritos, que ajuda você a descobrir e salvar ideias criativas.” Até gosto dessa descrição, mas como sou uma pessoa muito visual (e talvez por isso goste tanto do Pinterest!), vou fazer uma comparação pra explicar como eu vejo:

Imagine que você tem um cômodo enorme, com as paredes cobertas daqueles quadros de cortiça, onde você pode ir fixando todas coisas que acha legais, cada assunto em um quadro separado. A sua conta do Pinterest é esse cômodo, que você pode dividir em quantas seções quiser, e fixar todas, absolutamente todas as suas ideias. E o melhor: em uma das paredes ficam passando outras dicas de mais coisas legais que o Pinterest escolheu, com base nos seus interesses e no que você está fixando nos seus quadros. Ou seja, além de seguir os perfis que você quiser (como seus amigos, por exemplo), a ferramenta sempre vai se adaptar e te dar sugestões.

Read more

curtiu? compartilha!

Rotina de Limpeza Semanal

pinterest_limpeza_rotina_semanal

Eu tive o luxo de ter uma faxineira excelente por alguns anos. Apesar de ela não vir todos os dias, era uma ajuda e tanto na limpeza. Aliás, era bem mais que isso – às vezes eu simplesmente não limpava nada pois sabia que ela viria e daria conta do recado, e como resultado, minha casa só estava limpa no dia em que ela vinha. Mas aí precisei apertar o cinto financeiramente, e não pude mais contar com ela. Eu digo que tive o luxo pois ter alguém que ajude com os afazeres domésticos é pouco comum em vários outros países, como por exemplo,em boa parte da Europa e nos Estados Unidos, justamente porque não é barato. E isso leva o pessoal lá a desenvolver várias técnicas pra manter a casa limpa em menos tempo. Gente, nos EUA as casas não têm nem tanque. #comofaz?

Pouco tempo depois de perder essa ajudante percebi que, se não me organizasse, não ia conseguir ter minha casa em ordem. Meu apartamento é razoavelmente grande (pelo menos pra mim), e cada dia eu me via fazendo uma coisa, mas parece que nunca fazia muito sentido, e não rendia. Eu também não queria voltar a gastar horas do meu sábado fazendo faxina, pra chegar no final do dia e perceber que perdi boa parte do fim de semana. E se não der pra limpar no sábado? Espera até a próxima semana? Por onde eu começo daí?

Fui pesquisar no nosso amigo Pinterest, achei várias sugestões de rotina de limpeza e logo percebi o quanto ter uma rotina poderia ser útil. Primeiro, não requer muito tempo por dia (30-40 minutos no máximo), e você pode fazer no horário que se encaixar melhor pra você. Segundo, se você não puder limpar um dia, tudo bem, porque você tem um plano. Não há estresse. Você sabe exatamente o que precisa ser feito, e quando. Se você mora com mais alguém, ninguém pode dar a desculpa de que não limpou nada porque não sabia o que precisava ser feito. Me convenceu.

Read more

curtiu? compartilha!