Escolha (e pratique) a gratidão

Faça o seu pote da gratidão e registre os momentos pelos quais você é grato(a)! É super fácil, simples e vai valer muito a pena!

Esse post não poderia ser mais especial: hoje, 16 de fevereiro de 2017, a Casa Número Seis completa um ano de existência – e a gratidão se manifesta hoje de muitas maneiras.

O blog começou sem maiores pretensões; na verdade, sem pretensão nenhuma. Eu queria um veículo onde pudesse falar de organização, grana, limpeza, todas as coisas que fazem de uma casa um lugar bacana pra se viver. Mas será que eu conseguiria realmente falar pra alguém – quero dizer, alguém além da minha mãe? Não sou e nunca fui uma “dona de casa” tradicional, será que alguém daria valor pro que eu tenho a dizer? Eu não sabia, mas resolvi tentar.

A recepção foi muito mais positiva do que eu poderia esperar – quem poderia imaginar que o blog teria dez mil seguidores no Pinterest um dia? Que a Newsletter ia chegar pra mais de mil pessoas? Eu com certeza não. Claro que houve obstáculos aqui e ali; mas tudo foi, acima de tudo, aprendizado. E cada comentário, cada resposta aos e-mails enviados que recebo, me faz ser ainda grata por tudo o que aconteceu neste um ano.

Pra me dar um empurrãozinho a mais, e me fazer reconhecer o quanto é importante nunca deixarmos de ser gratos, mais ou menos um mês atrás recebi uma encomenda da Westwing que eu não estava esperando (não é propaganda e nem jabá, só um fato). Não havia comprado nada recentemente, e achei que eles tinham cometido algum erro, me enviado a encomenda de outra pessoa, sei lá. Mas estava no meu nome, então abri; e pra minha surpresa, era um presente. Eles estavam me agradecendo por ter sido “uma das pessoas que mais se inspirou com a Westwing em 2016” – traduzindo, comprei mais do que devia. O motivo não importa: foi tão inesperado, e quem me conhece sabe que eu fico feliz se ganhar uma caixa de fósforo, que dirá um pote super lindo com uma etiqueta de lousa.

Post relacionado:  Gestos Aleatórios de Bondade

Não pensei nem meia vez. Não cogitei guardar ali nenhum tipo de comida, nem nada – a única coisa que me veio na cabeça foi: preciso fazer um pote da gratidão.

Um pote da gratidão é um pote qualquer (qualquer mesmo gente, pode ser um pote de azeitona), onde você guarda notas sobre coisas pelas quais você se sente grato(a), durante um ano ou qualquer outro período que você quiser. Ao final desse tempo, você abre o pote e lê novamente as notas. Imagine, você vai lembrar de momentos que não lembraria de outra forma, e vai sentir toda aquela gratidão novamente. Deve ser uma injeção de alegria e entusiasmo!

Aposto que você tem um pote vazio e algum papel ou caderno dando sopa por aí. Isso é tudo que você precisa pra começar esse experimento. É simples, fácil, e tenho certeza que vai valer muito a pena.

Meu potinho ainda está meio vazio de notas, mas já está transbordando de gratidão.

claro que nenhuma das minhas 3 canetas-giz funcionou, então tive que dar um jeitinho 🙂

Registre, guarde, relembre: há muitos motivos pra sermos gratos(as), e eu sou particularmente muito grata a você, que está lendo esse post. MUITO obrigada por fazer desse um ano uma experiência incrível.

Inscreva-se na Newsletter da Casa!
Não perca nenhum post...

... e tenha acesso a conteúdos exclusivos!

(não se preocupe, seu e-mail está seguro com a gente!)

curtiu? compartilha!

deixe seu recado!